Empoderamento de Redes Sociais para o Monitoramento de Políticas Públicas

Potencializar o intercâmbio e protagonismos da rede social em construção entre Maputo e São Paulo. Demonstrar o hibridismo do Áudio-Visual a partir da dinâmica, leitura e reflexão do Hip-Hop e do processo de sua produção no espaço urbano. Ampliar a percepção musical e visual, da imagem e som, da poesia sonora das ruas como canal de percepção das contradições na sociedade, sendo via de minimizar conflitos e buscar caminhos e novas propostas para a juventude trabalhadora em detrimento das adversidades históricas desencadeadas na contemporaneidade.

Apresentar e trocar pesquisa de áudio e imagens de grupos musicais do gênero RAP e de elementos da cultura hip-hop como a Dança de Rua, o Graffiti e o DJ que produzem em suas linguagens e ações fortalecidas de uma postura de resistência e combate aos conflitos e as desigualdades que geralmente estão envolvidos em suas realidades. Portanto o trabalho será interventivo a partir da música e da imagem, e reflexivo em exemplos concretos a partir da perspectiva de demonstrar ações e atividades que confrontam com a violação de alguns direitos como acesso a educação, arte, lazer, conquista do seu território e direito à cidade.

Em virtude do amadurecimento das relações estabelecidas pelo projeto “Empoderamento de Redes Sociais para o Monitoramento de Políticas Públicas” e o comprimento da proposta do edital. A contrapartida apresentada visa minimizar algumas barreiras, meramente de não ser somente uma ação e ou registro, mais enfim de avançarmos em projetos comuns e criarmos um intercambio maior das nossas afinidades.

Estreitar os laços entre grupos de produção brasileiros e moçambicanos pela produção colaborativa em tecnologias sociais e da informação e na produção das Interconexões Humanas, numa medida de busca de política pública internacional pensando principalmente no desdobramento entre BR-MZ e nos países CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

O próximo passo é socializar em âmbitos públicos culturais e educativos a vivência da experiência no intercâmbio, e democratizar a riqueza do conhecimento da humanidade das informações trocadas e produzidas.

PROJETO REALIZADO COM FOMENTO

 
MINISTÉRIO DA CULTURA – SECRETARIA DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA

 REALIZAÇÃO 


 
André Gustavo a.k.a DJ EmTranseGente

DIREÇÃO ARTÍSTICA E EXECUTIVA

INTERCONEXÕES HUMANAS 


APOIO

Instituto Voz| Hip Hop Time – Rádio Cidade | Centro Cultural Brasil-Moçambique | Liga Moçambicana dos Direitos Humanos | Interconexões Humanas |

Harmônicas Batalhas | Da Quebrada Pra Estrada | Graffiti com Pipoca | X-Row

ARTE, ILUSTRAÇÃO E IDENTIDADE VISUAL

Regina Elias – Soberana ZIZA

FOTOGRAFIA
Zito Bila

André Gustavo

Dingzwayu

ÁUDIO

André Gustavo

Hélder Leonel
Marcelo Henrique

CURADORIA FOTOGRÁFICA
Alexandre Corazza

ANIMAÇÃO

Jerônimo Vilhena

RELAÇÃO INTERNACIONAL

Guilherme Marin

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS

Xitiku Ni Mbaula | Salvador Nkamate | Face Oculta | 2PRA1 Sound System | Piração.Com | Zero Onze | Pepo Nunes | Família Nacional | Trajeto In Verso | Max Musicamente | Toroká | Dingzwayu | Maria Alice |Paulo Edison Índio | Pedro Campos | Tiely Queem | Fênix | Panikinho | Pablom Garcia | Image | Victor Amiti | Osmeira | Iveth | Gabriel Lima Verde | Simba | Sgee | Tira-Teimas | HaydnJoyce | Shackal | Isabel Novela | Cotonete Records | Mary G | Ramadam | Shimizu Tatoo Studio